BPC para crianças: Certidão de nascimento já basta para perícia médica

Autor: Karina Icoma | Publicado: 16/04/2024

BPC para crianças: Certidão de nascimento já basta para perícia médica

Medida do INSS facilita o acesso ao Benefício de Prestação Continuada (BPC) para pessoas com deficiência

A partir de 15 de abril de 2024, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) passou a aceitar a certidão de nascimento como documento oficial para identificar menores de 16 anos na perícia médica para avaliação da deficiência. A medida visa facilitar o acesso ao Benefício de Prestação Continuada (BPC) para esse público, especialmente para aqueles que possuem dificuldades em obter o documento de identidade.

Antes da mudança, a apresentação de um documento de identidade oficial com foto era obrigatória para todos os menores de 16 anos que passavam pela perícia médica do INSS. Essa exigência causava transtornos para muitas famílias, pois nem todas as crianças possuem carteira de identidade, principalmente em regiões de baixa renda. Além disso, a obtenção do documento pode ser um processo moroso e burocrático, o que atrasava o acesso ao benefício.

Com a nova regra, a certidão de nascimento passa a ser um documento válido para comprovar a identidade do menor na perícia. Essa medida simplifica o processo e garante que mais crianças com deficiência tenham acesso ao BPC de forma rápida e eficiente.

O BPC é um benefício assistencial destinado a pessoas com deficiência que comprovem renda familiar mensal per capita inferior a um quarto do salário mínimo. O montante do benefício corresponde a um salário mínimo mensalmente.

INSS volta a conceder benefícios em menos de 45 dias: Atestmed é chave para agilidade

Para solicitar o BPC, é necessário comparecer a uma unidade do INSS com os seguintes documentos:

- Certidão de nascimento do menor;

- Documentos que comprovem a renda familiar;

- Laudo médico atestando a deficiência.

Empréstimo BPC/LOAS

A perícia médica é uma etapa obrigatória do processo de concessão do BPC. Nela, um médico do INSS avaliará a condição de saúde do menor e determinará se ele se encaixa nos critérios para receber o benefício.

A mudança na regra de identificação para menores de 16 anos é um importante passo para garantir o acesso ao BPC para mais pessoas com deficiência. A medida simplifica o processo de solicitação do benefício e contribui para a inclusão social desse público.

Além da mudança na regra de identificação, o INSS também está tomando outras medidas para facilitar o acesso ao BPC para pessoas com deficiência. Entre essas medidas, estão a ampliação do horário de atendimento das unidades do INSS e a realização de perícias médicas em domicílio.

Voa Brasil: Decolando para a Inclusão e a Democratização do Turismo Aéreo

O governo federal tem o compromisso de garantir os direitos das pessoas com deficiência e promover a sua inclusão social. A mudança na regra de identificação para menores de 16 anos na perícia médica do INSS é um exemplo desse compromisso.

Com essa medida, espera-se que mais crianças com deficiência tenham acesso ao BPC e possam ter uma vida mais digna e com melhores oportunidades.

Publicado para: Facta Financeira

Imagem do logo da Facta

SAC Facta Financeira

Horário de atendimento: das 09h às 16h


A Facta Financeira S.A utiliza Cookies para auxiliar na sua navegação, melhorar sua experiência como usuário e direcionar conteúdo de marketing para você, fazer análises e relatórios estatísticos sobre o uso do site e conectá-lo com as redes sociais de sua escolha, tudo para te proporcionar a melhor experiência possível. Para saber mais sobre Cookies, acesse a nossa Política de Cookies. As taxas de juros, margem consignável e prazo de pagamento praticados nos empréstimos com consignação em pagamento dos Governos Federais, Estaduais e Municipais, Forças armadas e INSS observam as determinações de cada convênio, bem como a política de crédito da instituição financeira a ser utilizada. Em caso de arrependimento na contratação de uma operação de Crédito Consignado (Empréstimo ou Cartão) você tem até 7 dias corridos para entrar em contato com o Banco Facta e efetuar o cancelamento e a devolução dos valores, acrescido de eventuais tributos que incidiram sobre a operação. ( CNPJ: ) ENDEREÇO: , - - - CEP: TELEFONES DE CONTATO .

Copyright © 2024 Assert Tech